Previse

Ômicron – Conheça as orientações da OMS para os profissionais de saúde

A variante Ômicron do coronavírus fez os casos de covid-19 aumentarem em todo o mundo.

Com recordes diários de novos casos, a variante Ômicron do coronavírus fez o número de pessoas infectadas aumentarem em todo o mundo.

Por ser uma variante muito contagiosa, os cuidados devem ser constantes, principalmente pelos profissionais de saúde.

Para reforçar os cuidados que eles devem tomar, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está reforçando as recomendações sobre o uso correto de medidas preventivas não farmacológicas, incluindo o uso correto das máscaras durante o atendimento a pacientes com suspeita ou confirmação de Covid, higienização das mãos, distanciamento e claro, a vacinação.

Recomendações da OMS:

  • Devemos continuar a usar a FFP2/ N95 ou equivalentes (aprovadas pelos órgãos competentes) ou uma máscara cirúrgica, juntamente com outros equipamentos de proteção (EPI) – avental, luvas e proteção para os olhos – antes de entrar em uma sala onde há um paciente com suspeita ou confirmação de COVID-19.
 
  • Durante os procedimentos geradores de aerossol em pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19, é imprescindível o uso da PFF2/N95, junto com outros EPIs, pelos profissionais de saúde que estão realizando a ação e também por profissionais de saúde de plantão nesses ambientes, como unidades de terapia intensiva, unidades de terapia semi-intensiva ou departamentos de emergência.
 
  • O encaixe adequado da máscara a face deve sempre ser garantido. A PFF2/N95 através do teste de encaixe inicial e verificação de vedação. As máscaras cirúrgicas por meio de métodos para reduzir o vazamento de ar ao redor da máscara.
 
  • Outras medidas não farmacológicas também são importantes de serem reforçadas. A  higienização das mãos, por exemplo. Principalmente durante os 5 momentos básicos, a manutenção do distanciamento social e, claro, a vacinação, incluindo a dose de reforço.
 
Confira abaixo, na íntegra, as recomendações da OMS (em inglês):

É importante salientar que, caso o profissional de saúde apresente sintomas gripais, comunique imediatamente suas chefias, antes mesmo de iniciar suas tarefas diárias.

Com o cuidado de todos (profissionais e população em geral) vamos sair dessa mais rápido!

Fonte: Organização Mundial da Saúde, 2022

Gostou das dicas? Curta, comenta e compartilhe com os seus amigos!

Previous
Next

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Mais

Mais postagens